Drops Portocred

Antecipação Saque-aniversário FGTS

Sem parcelas mensais! O pagamento é feito com seu saldo parado no FGTS.
Saiba mais

Reduzir a conta de luz virou uma necessidade para muitos brasileiros. Confira algumas dicas de como colocar essa economia em prática.

Conta de energia com moedas e uma lâmpada

Economizar dinheiro normalmente é uma das prioridades dos brasileiros, mas nem sempre é uma tarefa fácil. Com a alta dos preços, fica difícil reduzir custos e manter as finanças saudáveis. Mas, há algumas estratégias que podem ser feitas para conseguir isso, como, por exemplo, reduzir a conta de luz

O Brasil é um dos países que possuem a energia mais cara do mundo, segundo um levantamento feito pela Firjan. Ou seja, ela acaba comprometendo uma parte do orçamento familiar e prejudicando a economia da casa. 

Então, nada mais justo do que mudar alguns hábitos para aliviar e reduzir a energia elétrica no fim do mês. Confira 8 dicas para colocar em prática hoje mesmo, nos próximos tópicos. 

Como reduzir a conta de luz? Acompanhe as dicas!

Existem diversas formas de economizar energia elétrica na sua casa, visto que ela é um custo mensal que varia conforme o uso. Saber como reduzir a conta de luz passou de uma alternativa para necessidade (se você está aqui, provavelmente já sente isso).

Segundo a CNN Brasil, o aumento da energia elétrica dos últimos dois anos é o maior da história. Eles explicam que a causa disso é a falta de água nos reservatórios, que, consequentemente, prejudica a produção de eletricidade nas hidrelétricas.

Portanto, encontrar maneiras de reduzir a conta de luz não apenas beneficia o seu bolso, como também ajuda a diminuir diretamente o valor da energia elétrica. Quer começar essa mudança? Então anote todas as nossas 8 dicas, abaixo!

  1. Utilize a luz natural 

Você costuma apertar o interruptor assim que entra em um cômodo, independente se já está escuro ou não? Nos horários de pouca luz solar, como de manhã cedo ou fim da tarde, a luz muitas vezes já é acendida, mesmo que a iluminação do sol ainda esteja boa.

Mas, que tal utilizar esses ambientes sem ligar a lâmpada? Com isso, você já poupará algumas horas do seu dia com as luzes desligadas. 

Para aproveitar ao máximo a iluminação natural, procure não deixar móveis grandes próximos às janelas, para que, assim, eles não tampem os raios de sol. Você também pode usar espelhos e pintar as suas paredes com cores claras, obtendo uma boa reflexão da luz solar. 

  1. Lâmpadas LED são a melhor opção 

Se você quer economizar energia elétrica, precisa trocar aquelas que iluminam os ambientes! Elas são responsáveis por cerca de 20% da sua conta de luz, conforme mostra o CELPE

Sim, é verdade, as lâmpadas LED costumam ter um preço um pouquinho maior do que as convencionais. No entanto, o investimento vale cada centavo, pois essas lâmpadas garantem uma boa economia. Comparada com as lâmpadas incandescentes e fluorescentes, as de LED são 80% e 30% mais econômicas, respectivamente. Já imaginou reduzir a conta de luz com porcentagens tão significativas? Para isso, basta uma pequena mudança!

  1. Evite banhos quentes longos 

Naqueles dias em que está frio ou que você precisa relaxar, tomar um banho quente é uma ótima pedida. Mas, saiba que se essa prática for recorrente ou muito demorada, será uma grande vilã da sua conta de energia elétrica. 

O aquecimento da água, assim como a luz, também corresponde cerca de 20% da sua eletricidade. Por isso, algumas práticas durante o seu banho são muito bem-vindas. Primeiro, procure fechar o chuveiro enquanto está se ensaboando, e abra apenas para enxaguar seu corpo. 

Além disso, evite tomar banho nos horários de pico, ou seja, entre 18h e 21h. Isso faz com que a corrente elétrica precise de mais força para esquentar a água, elevando assim o consumo de energia. Então já sabe, né?! Banhos quentes em horários alternativos e com o chuveiro fechado o máximo possível. 

  1. Cuidado com o ar condicionado 

Esse aqui é o eletrodoméstico mais amado do Brasil, principalmente em estações e regiões mais quentes. Mas, ele é responsável por aumentar, e muito, a sua conta de luz. Se em alguns momentos do dia é realmente indispensável o uso do ar condicionado na sua casa, coloque em prática algumas dicas. 

A primeira delas é colocar um timer quando usar, assim você evitará que ele fique ligado por muito tempo, mesmo após já ter esfriado bastante o cômodo. Além disso, limpe o filtro ao menos uma vez por mês. Isso fará com que o aparelho precise consumir menos energia para manter o resfriamento. 

Outra coisa importante, mas que poucas pessoas sabem, é a temperatura escolhida. Evitar o frio excessivo é essencial para poupar o motor do ar-condicionado e reduzir a conta de luz. Isso porque, quanto mais baixa é a temperatura, maior é o consumo de eletricidade. 

Segundo a Anvisa, manter a temperatura próxima aos 23ºc é o mais recomendado para a sua saúde, tanto física quanto financeira. Portanto, da próxima vez que for usar o ar-condicionado, nada de exagerar no frio, ok?

  1. Utilize energia solar 

Essa é uma dica excelente para quem tem casa e quer economizar a longo prazo. A energia solar é a forma mais barata de produzir eletricidade, e ainda é a melhor fonte de energia renovável e sustentável.  Isso porque, a luz do sol é gratuita e pode ser captada todos os dias! 

Para isso, basta apenas instalar painéis solares on-grid no seu telhado ou jardim e reduzir a conta de luz em até 90%! Quando você consumir mais do que produziu, é só utilizar a energia da companhia elétrica da sua região. Mas, se você gerar energia a mais no seu dia, ganhará um crédito na sua conta de luz para ser utilizado nos próximos meses.  

Implementar esse sistema na sua casa pode ser um investimento meio difícil para fazer se você não tem um dinheiro guardado. Porém, a boa notícia é que o valor dos painéis solares diminuiu nos últimos anos, e agora é mais fácil instalá-los. Você pode, por exemplo, fazer um empréstimo que há longo prazo valerá muito apena!

  1. Tire os aparelhos da tomada 

Esse tópico aqui para várias pessoas é um mito, pois acreditam que não muda muita coisa. Para aqueles eletrônicos de baixa potência, como carregadores de celular ou luzes pisca-pisca, tirá-los da tomada de fato não fará grande diferença na sua conta de luz. 

Mas, os eletrodomésticos maiores, como forno microondas e televisores, podem impactar bastante o cálculo de energia mensal. Isso porque, mesmo desligados, eles continuam puxando energia, principalmente se possuem algum ponto de iluminação. 

Os microondas e decodificadores de TV, por exemplo, normalmente mostram as horas. E só essa função já é responsável por consumir eletricidade. Por isso, se você quer economizar e reduzir a conta de luz, tire os fios das tomadas sempre que não for mais usar aqueles aparelhos!

  1. Otimize a utilização dos eletrodomésticos 

Sabe aquela expressão “o barato sai caro?”. Então, muitas pessoas optam por comprar eletrodomésticos menos potentes, ou então continuar com aqueles aparelhos antigos, só para poupar dinheiro. Mas essa escolha afeta diariamente o consumo de energia elétrica da sua casa. 

Procure checar o selo do Inmetro no eletrodoméstico que você tem ou que irá comprar. Nele, você confere a eficiência do seu aparelho através de uma escala alfabética que vai de A até E. 

Portanto, se a potência encontrada for próxima do nível E, fuja dessa escolha. O ideal é procurar por eletrodomésticos que apresentam uma escala perto de A, que sinaliza uma maior eficiência.

  1. Sempre verifique o relógio de força 

Se você está desconfiado que a sua conta de luz não reflete a realidade, o melhor a se fazer é verificar o seu relógio de força. Ele pode estar quebrado ou com algum problema na sua fiação elétrica. É possível, até mesmo, que algum vizinho esteja usufruindo da sua energia. 

Portanto, ficar monitorando o seu medidor de consumo é uma ótima prática para entender se realmente não há nenhum problema no escape da sua rede elétrica. Para isso, basta você tirar da tomada todos os aparelhos da casa e desligar as luzes. Se o registro continuar girando mesmo após alguns instantes, isso significa que algo está errado.

Nesses casos, chame um eletricista e descubra o que está elevando a sua conta de luz. 

Dica Bônus: Faça a economia em família! 

Você chegou até aqui e está disposto e preparado para colocar todas as dicas em prática, certo? Mas, infelizmente não conseguirá reduzir a conta de luz se toda a sua família não adotar os mesmos hábitos que você

Poupar eletricidade em casa é um trabalho conjunto, em que todos os moradores precisam estar envolvidos. Portanto, converse com a família e a engaje nessa causa. Explique as regras e o porquê da importância de implementá-las. Procure fazer lembretes diários sempre que necessário, até que todos se acostumem com as novas práticas. 

Uma boa dica para deixar todos atentos é realizando recompensas, que podem ser diárias, semanais ou mensais. Se naquela semana sua família conseguiu economizar, comemore com a comida preferida. Ou então, se a meta de economia for atingida naquele mês, façam um passeio divertido. 

Essas ações farão com que todos, principalmente as crianças, cooperem com o desafio de reduzir a conta de luz. Mas, para acompanhar e fazer funcionar de verdade, o ideal é utilizar uma planilha de custos. 

A Portocred se preocupa muito com a saúde financeira dos brasileiros. Por isso, é só conferir o nosso blog clicando aqui para conhecer mais conteúdos sobre como cuidar bem das suas finanças! 

 

Canais de
atendimento

Central de cobrança

Regularização de débitos

0800 600 0771

2ª a 6ª feira, das 8h às 20h40 Sábado, das 8h às 14h20

negociacao@portocred.com.br

SAC & Central de relacionamento

Informações, reclamações, cancelamentos, sugestões e elogios

0800 600 0777

2ª a 6ª feira, das 8h às 18h00

sac@portocred.com.br

Ouvidoria

Caso já tenha recorrido aos nossos canais de atendimento e não esteja satisfeito

0800 601 7700

2ª a 6ª feira, das 9h às 16h00

ouvidoria@portocred.com.br

É necessário ter um número de protocolo de atendimento para ser atendido na ouvidoria.

Copyright © 2022
Portocred S/A Crédito, Financiamento e Investimento

CNPJ 01.800.019/0001-85

Endereço: Av. Doutor Nilo Peçanha, 2900, 11º andar, Conjunto 1101, Chácara das Pedras - Porto Alegre, RS. CEP 91330-001

Banco Central do Brasil

Atendimento: 145

Deficiente Auditivo/Fala: 0800 642 2345

www.bcb.gov.br

Procon: 151

Taxas de empréstimo segundo informação disponível no site do Banco Central: Empréstimo pessoal: 5,50% a 24,41% ao mês - Empréstimo Consignado Público: 3,67% a 5,96% ao mês - Empréstimo Consignado Privado: 1,99% a 7,99% ao mês - Financiamento de veículo: 2,69% a 6,04% ao mês.