Drops Portocred

Antecipação Saque-aniversário FGTS

Sem parcelas mensais! O pagamento é feito com seu saldo parado no FGTS.
Saiba mais

Fazer um empréstimo pessoal pode ou não ser uma alternativa saudável e vai depender de alguns fatores. Confira esse artigo e saiba qual o momento ideal para fazer um empréstimo.

Mulheres negociando sobre empréstimo

 

A organização financeira é o sonho da maioria dos brasileiros, atualmente, cerca de 77% das famílias encontram-se endividadas. Muitas vezes elas acabam recorrendo ao primeiro empréstimo que surge sem ao menos analisar as opções. Se você está considerando fazer um empréstimo é preciso entender se esse é o momento ideal ou não.

O empréstimo pode ser a melhor alternativa em diversos casos, mas também pode não ser em outros, como estar desempregado. Ter conhecimentos sobre taxas e juros é indispensável para evitar complicações.

Continue a leitura desse artigo e saiba qual o momento certo para solicitar um empréstimo pessoal, além de dicas de como fazer.

 

Qual o momento certo para fazer um empréstimo pessoal?

Ao contrário do que muitos pensam, a solicitação de empréstimo não deve ser uma alternativa para quem está desempregado. Em situações como essa é preciso buscar outras fontes de renda para suprir as despesas e evitar ao máximo fazer contas extras.

Para que sua consideração sobre solicitar um empréstimo pessoal seja analisada criteriosamente. Em um primeiro momento é recomendado que você entenda qual é o seu momento financeiro atual. Como estão os proventos, se as contas mensais não extrapolam os limites, se existem dívidas atrasadas ou gastos não pontuais.

Estando ciente da sua situação financeira, outro fator que requer atenção são as taxas de juros embutidas nas parcelas de empréstimo. Geralmente os cálculos dos juros são baseados nas condições financeiras que o cliente apresenta. O perfil de cliente, como chamam.

Você e seu comportamento em relação ao uso de cartões e pagamento de contas serão analisados. Por isso é importante analisar com cuidado para poder escolher a melhor opção. O planejamento financeiro também contribui na hora de cogitar a contratação de um empréstimo.

Confira alguns momentos que podem contribuir na sua decisão quanto a fazer um empréstimo pessoal.

Proventos

Todos os valores que você recebe durante o mês são considerados proventos, desde o salário fixo até recursos extras. Manter um controle sobre eles é muito importante para organizar seu financeiro. Dessa forma terá noção do quanto pode ser gastado para não extrapolar o limite.

As contas mensais são despesas fixas e devem ser incluídas no controle de gastos (contas de água, luz, internet, mercado, etc.). A soma desses valores não deve ser superior ao que você recebe em proventos.

Usar o empréstimo para gerar renda também pode ser vantajoso se você está pensando em abrir um negócio ou investir em determinada atividade. Mas nesses casos, o recomendado é abrir uma microempresa e se beneficiar dos microcréditos.

Pagamento de dívidas

Se existem pendências relacionadas ao parcelamento de algumas contas, esse já é um indício de que há necessidade de um plano de ação. Pode ser uma sobrecarga financeira temporária e o empréstimo pode ajudar a suavizar o pagamento mensal.

Diferentes contas possuem diferentes formas de cobrar juros, assim como os prazos. Quando acontece alguma eventualidade, a pessoa pode acabar confusa e esquecendo de uma ou outra. Esse esquecimento pode resultar em valores maiores que os previstos no final do mês.

Com um empréstimo pessoal, caso consiga o valor necessário, você tem a possibilidade de concentrar suas dívidas em uma única. Reduzindo o estresse causado pela situação e facilitando o seu dia a dia.

Porém, se o atraso dessas dívidas se justificar com um quadro de desemprego, talvez esse não seja o melhor momento. A solução parece boa de imediato, mas se pensar a longo prazo, você pode acabar se complicando mais.

Emergências

Gastos não previstos podem ser uma grande dor de cabeça quando o fim do mês chega. Com o pagamento de parcelas que cabem no seu orçamento, o empréstimo pessoal ajuda a manter seu nome limpo.

O empréstimo vai fazer com que você possa organizar sua situação econômica e talvez manter uma reserva para casos pontuais. Como ser acometido por algum problema de saúde repentinamente e necessitar de remédios e tratamentos.

Fazer um planejamento financeiro também pode ser uma opção relevante para estar preparado em casos de emergências futuras. Dessa forma, você consegue controlar melhor seu dinheiro e não precisa considerar fazer um empréstimo todas as vezes que surgirem contratempos.

Reforma de imóveis

Reformar sua casa pode ser um bom motivo para solicitar empréstimo pessoal. Muitas vezes é a falta de dinheiro que impossibilita melhorar o conforto de onde vivemos. Um dinheiro extra é a solução quando não se tem reservas guardadas.

Em muitas situações, a compra dos materiais para reforma pode ter desconto se for paga à vista. A contratação das pessoas encarregadas também. Assim se justifica a necessidade de fazer um empréstimo.

O empréstimo também pode ajudar para que você e sua família não se sobrecarreguem com dívidas extensas, pois será apenas um valor extra mensal. 

 

Férias

Mesmo que pareça algo superficial, as férias impactam social e emocionalmente na vida das pessoas. São enquadradas como a realização de um sonho, igual viagens, casamentos, festas e outros projetos pessoais. Mas nessas situações não se sabe ao certo quando é ideal solicitar um empréstimo.

Uma ideia que precisa ficar clara é que mesmo após a realização desse sonho, as parcelas continuarão. Por isso é importante pensar se vale a pena ou não e ter consciência de que precisa continuar pagando para evitar problemas em seu nome.

Por exemplo, você quer fechar um pacote de viagens para a Europa que está em promoção, mas somente com pagamento à vista. Como você não tem o valor total, cogita fazer um empréstimo, pois quer muito viajar. 

Analise se o valor total desse empréstimo, com taxas e afins, é inferior ao preço parcelado do pacote. Se forem maiores, talvez parcelar, mesmo que não seja pelo valor promocional, pode ser a melhor alternativa. Porém, se você não tiver limite para parcelar, deve pesquisar com calma as opções de empréstimos.

Quais contas podem ser quitadas com um empréstimo pessoal?

Antes de definir quais contas podem ou não ser pagas com um empréstimo é necessário pensar no seguinte questionamento: existem outras possibilidades além dessa? Muitas vezes o propósito é apenas manter o nome limpo, nesse caso, o crédito é usado para pagar outras contas de igual valor, ou seja, está trocando uma conta por outra.

Talvez não seja uma boa opção se a dívida for pequena, por exemplo, que com certo esforço pode ser quitada sem necessidade de empréstimo. Existem contas que quando pagas de forma antecipada podem gerar descontos.

É possível afirmar que o empréstimo, quando feito de forma consciente, pode auxiliar em duas finalidades. A primeira envolve um ganho maior de tempo, você quita suas dívidas ou junta todas em um único lugar.

Por exemplo, as contas acabam tendo datas diferentes de pagamento e valores que somam mais do que você poderia gastar. Com um empréstimo você consegue unificar todos esses valores em um só e menor que antes.

Economizar nas taxas de juros é a segunda finalidade para se fazer um empréstimo pessoal, pois é possível antecipar os pagamentos e garantir desconto nas taxas. São contas distintas que podem ser quitadas, como cartão de crédito, cheque especial, empréstimos anteriores, investimento em educação e sobrecarga financeira temporária.

Vamos entender um pouco mais sobre essas contas e quando o empréstimo pessoal pode ser uma boa opção.

Cartões de crédito e cheque especial

Todos sabem que os juros dos cartões e do cheque especial são os maiores do mercado. Podendo chegar a 300% ao ano, tornando quase inviável o quitamento. Ironicamente, mesmo com esse cenário, esses são os mais acessíveis e disponíveis para todos.

Pagar suas parcelas do cartão em dia é a melhor solução, assim como evitar o parcelamento delas ou o saque do limite como dinheiro. Mexer com o cheque especial também pode ser muito arriscado, uma vez que seus juros são cobrados diariamente.

Se houver alguma condição que impossibilite o pagamento do seu cartão ou que provoque a necessidade de pegar o cheque especial, considere o empréstimo.

O empréstimo terá juros mais baixos e se tornará um bom meio de pagar o valor integral sem taxas exorbitantes.

Empréstimos anteriores

Se você já possui dívida de outros empréstimos ou está pagando-os, talvez analisar a possibilidade de um novo pode ser viável. Ao buscar empréstimos com taxas menores é possível quitar os anteriores e ainda diminuir o valor pago mensalmente.

Estar atento ao Custo Efetivo Total (CET) do seu empréstimo vai te ajudar na hora de decidir por um novo empréstimo. Quando há necessidade e emergência de adquirir dinheiro, o cliente acaba contratando sem ao menos analisar as outras opções ou o CET.

Nessas situações é possível que pague até 10% de taxas ao mês quando poderia estar pagando menos de 2%. A garantia pedida em alguns empréstimos pode assustar, mas é uma das melhores alternativas.

As empresas vêm pedindo garantia de carro, imóveis e até mesmo salário, tudo para poder oferecer taxas menores.

Investimento em educação

Investir na educação é um passo que agrega muito valor para sua vida, pois pode proporcionar novas oportunidades. Em muitos casos, o financiamento das instituições podem ser caras e incompatíveis com sua renda mensal.

Um modo de financiar os estudos é fazendo o empréstimo pessoal, atualmente existem linhas específicas para essa finalidade. Os juros e condições de pagamento são diferenciados.

Assim como qualquer outro tipo de investimento, esse traz riscos. Mesmo que a ideia central seja crescer profissionalmente é preciso ter em mente que as oportunidades podem estar escassas.

Sobrecarga financeira temporária

Quando algo inesperado acontece e impacta diretamente na saúde financeira, o primeiro pensamento é que não será possível vencer o mês. O aumento de gastos pode ser proveniente de qualquer lugar, um eletrodoméstico que estragou, um problema de saúde que requer atenção.

Enfim, nessas situações é preciso analisar com cuidado as opções. Se você perceber que os juros das suas contas vão ser muito altos, de repente um empréstimo pode ajudar. Com taxas menores ele vai permitir que haja um respiro nessa sobrecarga e ainda pode ser pensado de forma que não afete profundamente os meses seguintes.

Benefícios de fazer um empréstimo pessoal

De forma resumida, o empréstimo pessoal possui muitos benefícios que o tornam ideal em momentos de necessidade. Podemos citar como vantagens:

  • Parcelar o pagamento: A possibilidade de pagar mensalmente parcelas que se adequam a sua renda.
  • Juros: O empréstimo pessoal vem sendo oferecido no mercado com taxas menores. Muitas vezes é personalizado conforme o perfil e a situação financeira de cada pessoa.
  • Liberação do dinheiro: Para quem tem pressa de conseguir o dinheiro, geralmente o valor pode entrar na sua conta em até um dia após a aprovação.
  • Quitar dívidas: Como já foi falado, o empréstimo pessoal é uma solução para quem possui dívidas com juros mais elevados.
  • Empreender: Os empréstimos empresariais costumam exigir muitos documentos e comprovações, como ter pelo menos um ano de empresa ou renda mensal mínima. Para quem tem interesse em começar o próprio negócio, mas não tem os requisitos necessários, o empréstimo pessoal se torna uma boa opção.

Conheça o empréstimo pessoal da Portocred

A Portocred trabalha com soluções financeiras para ajudar você a pagar suas contas em dia. É uma empresa inovadora, conectada, inconformada, focada no cliente e que é protagonista das suas ações.

O empréstimo pessoal da Portocred possui diversas opções de pagamento e elas variam de acordo com o cliente. Podendo ser pago com cheque, carnê, débito em conta e desconto em folha (funcionário público ou privado).

Com valores de até 35 mil reais, o recurso pode ser quitado com até 36 parcelas. O dinheiro entra em sua conta no mesmo dia e a primeira parcela pode ser paga em até 60 dias após a contratação.

Está considerando fazer um empréstimo pessoal? Simule agora mesmo pela Portocred e saia do sufoco. 

Canais de
atendimento

Central de cobrança

Regularização de débitos

0800 600 0771

2ª a 6ª feira, das 8h às 20h40 Sábado, das 8h às 14h20

negociacao@portocred.com.br

SAC & Central de relacionamento

Informações, reclamações, cancelamentos, sugestões e elogios

0800 600 0777

2ª a 6ª feira, das 8h às 18h00

sac@portocred.com.br

Ouvidoria

Caso já tenha recorrido aos nossos canais de atendimento e não esteja satisfeito

0800 601 7700

2ª a 6ª feira, das 9h às 16h00

ouvidoria@portocred.com.br

É necessário ter um número de protocolo de atendimento para ser atendido na ouvidoria.

Copyright © 2022
Portocred S/A Crédito, Financiamento e Investimento

CNPJ 01.800.019/0001-85

Endereço: Av. Doutor Nilo Peçanha, 2900, 11º andar, Conjunto 1101, Chácara das Pedras - Porto Alegre, RS. CEP 91330-001

Banco Central do Brasil

Atendimento: 145

Deficiente Auditivo/Fala: 0800 642 2345

www.bcb.gov.br

Procon: 151

Taxas de empréstimo segundo informação disponível no site do Banco Central: Empréstimo pessoal: 5,50% a 24,41% ao mês - Empréstimo Consignado Público: 3,67% a 5,96% ao mês - Empréstimo Consignado Privado: 1,99% a 7,99% ao mês - Financiamento de veículo: 2,69% a 6,04% ao mês.