Drops Portocred

Antecipação Saque-aniversário FGTS

Sem parcelas mensais! O pagamento é feito com seu saldo parado no FGTS.
Saiba mais

Já imaginou contratar um crédito e logo depois ter um imprevisto financeiro? O empréstimo com seguro livra você dessa situação. Saiba mais sobre, clicando aqui!

Homem com mãos protegendo bonequinhos representando a família

Segurança nunca é dispensável, principalmente quando o assunto é financeiro. Imprevistos podem acontecer a qualquer momento, então o ideal é estar sempre preparado. Por isso, fazer um empréstimo com seguro pode ser a sua melhor opção. 

Mesmo que você tenha algum problema financeiro, você não precisará se preocupar com as parcelas em aberto. O seguro do empréstimo serve justamente para te ajudar a não ficar com o nome sujo. 

Quer saber mais sobre como fazer empréstimo com seguro e quais são as vantagens dele? Então continue a leitura!

Porque é importante fazer empréstimo com seguro?

Ninguém sabe o que acontecerá de fato no dia seguinte, não é?! Podemos ganhar uma aposta da loteria ou então receber um aviso de demissão. Mas se você é uma pessoa prevenida e avalia todas as possibilidades, conseguirá contornar as situações difíceis com mais facilidade. 

E o empréstimo com seguro age exatamente dessa forma, para ajudar quem contratou a se reestabelecer e oferecer uma proteção financeira em alguns casos determinados. Ele te dará segurança em casos de imprevistos financeiros. 

O que é o seguro proteção financeira? 

Esse seguro tem o objetivo de quitar uma dívida sua perante imprevistos, como um acidente, uma doença que te incapacite ou até na perda do seu emprego. 

Assim, a instituição financeira com a qual você fez o seguro do empréstimo, irá pagar suas parcelas total ou parcialmente. Dessa forma você não fica com o nome sujo e nem precisa pagar juros. 

O que ele cobre? 

O empréstimo com seguro conta com diversas garantias, que você pode solicitar em situações que te impeçam de pagar uma dívida completa ou uma parcela específica. Os casos em que é possível acionar a cobertura, são:

  • demissão: quando você perde seu emprego CLT sem justa causa;
  • incapacidade física: nos momentos em que autônomos e profissionais liberais apresentam alguma doença ou incapacidade temporária;
  • invalidez total: se houver um acidente que cause uma invalidez permanente; 
  • falecimento: caso a pessoa que fez o seguro morra de forma natural ou acidental. 

Esse seguro irá valer durante todo o contrato do empréstimo. Então, se as parcelas serão pagas em 60 meses, a instituição financeira cobrirá esse financiamento em todo esse período.

Quando vale a pena contratar? 

Bom, como foi dito, ter segurança é sempre bem-vindo. Mas, o melhor momento para contratar um empréstimo com seguro é quando o pagamento  for durar muitos anos. Assim, você conseguirá proteger tanto você como a sua família de qualquer problema financeiro que possa ocorrer. 

Segundo o Banco Central, as famílias brasileiras comprometem mais de 20% da sua renda para pagar dívidas e juros. Esse percentual dobrou de tamanho nos últimos dez anos e tende a crescer ainda mais. 

Portanto, o melhor caminho é tranquilidade para agir e solucionar os imprevistos que surgirem. Assim você saberá que não ficará desamparado caso aconteça alguma das situações citadas no tópico anterior. 

Colocando em prática esse contrato, você diminui ou acaba com as preocupações sobre o empréstimo e oferece mais bem-estar para sua família. Além disso, ainda garante que não ficará com o nome sujo em nenhum momento e mantém a sua tranquilidade.

Quando você decide fazer um empréstimo com seguro, você estará contratando um seguro prestamista. Ele é o responsável por quitar total ou parcialmente a sua dívida quando você atrasar ou interromper o pagamento por conta das situações citadas no tópico anterior. 

Com ele, tanto você quanto a empresa conseguirão ter vantagens. Para você, o benefício é a garantia de que as parcelas serão pagas. Já para a instituição que concedeu o empréstimo, o interessante é o recebimento de parte ou de todo o crédito oferecido. 

Como funciona o empréstimo consignado? 

O empréstimo consignado é uma modalidade em que você tem as parcelas descontadas diretamente do seu contracheque, holerite ou benefício INSS. Normalmente pessoas que possuem renda garantida, como funcionários públicos, aposentados e pensionistas, costumam fazer essa contratação. 

Mas, pessoas assalariadas também podem pedir o seu! Porém, é importante lembrar que, na prática, parte da renda fica comprometida, fazendo com que a pessoa nem receba o dinheiro. E no caso de ter algum imprevisto, juros poderão ser aplicados, aumentando assim a dívida e a dificuldade financeira. 

Com o seguro prestamista haverá muito mais garantia. Isso porque esse débito não será mais feito no salário, prevenindo que haja taxação ou recolhimento indevido do dinheiro. 

É obrigatório? 

Dependendo da instituição credora e da finalidade do empréstimo, o seguro prestamista poderá ser obrigatório. Mas isso acontece apenas em situações de bens móveis ou imóveis. As financeiras entendem que, por se tratar de um comprometimento de longo prazo e que envolve normalmente um valor alto, pode haver inadimplência no meio do caminho. 

Em outros casos de operações financeiras, como o empréstimo consignado, esse contrato é opcional. Portanto, se houver uma “venda casada” ou obrigatoriedade da contratação por parte da empresa credora, você poderá entrar com recurso jurídico e ter ganho de causa facilmente. 

Leia também: Como funciona o empréstimo para aposentado do INSS?

Como solicitar o seguro prestamista? 

Agora que você já sabe tudo sobre o empréstimo com seguro, chegou a hora de entender como solicitá-lo. Esse é um passo a passo bem simples, mas que merece toda a atenção, para você conseguir acionar seu seguro e receber a sua cobertura o mais rápido possível.  

Começando pela contratação

É importante você saber que é a sua instituição financeira que apresentará as suas seguradoras parceiras, onde você poderá escolher qual contratar dentre elas. A diferença estará nas cláusulas e valores do contrato, que dependem do:

  • valor do crédito; 
  • idade do segurado; 
  • duração do contrato. 

Por isso você não pode ir até uma empresa de seguros e contratar seus serviços, pois quem fará isso será o banco ou financeira. E é nesses casos que você deve ficar atento, para ver se não incluirão o seguro prestamista no contrato sem que você autorize. 

Entendendo o que o seguro cobre

Agora que você já escolheu onde irá pedir o seu empréstimo com seguro, deve compreender todas as informações sobre as coberturas. Como dito, ele pode ser acionado em casos de desemprego involuntário, incapacidade física total ou temporária, invalidez permanente por acidente e falecimento do segurado. 

Ou seja, nas situações imprevistas em que a renda mensal sofre alterações negativas e que impossibilitam que os compromissos financeiros sejam pagos. Em alguns casos, eles possuem a carência de alguns meses ou anos. Ou seja, pode ser solicitado após o incidente acontecer, mas é preciso conferir o que seu contrato diz sobre isso. 

Verificando a apólice

A apólice é o documento feito pela seguradora que comprova que a pessoa que contratou o serviço aceitou todas as condições, cláusulas e riscos daquele seguro. Nela, ficam presentes as informações sobre a cobertura contratada, a forma de pagamento e o valor do seguro, além de outros eventuais dados. 

Ela é muito importante para você saber o quanto poderá contar na hora do aperto. O cálculo varia de acordo com uma série de critérios utilizados pela seguradora. Normalmente, o valor a ser pago é proporcional à contratação do empréstimo. Mas lembre-se de que a cobertura pode ser parcial ou integral, e isso também constará na sua apólice. 

Acionando a cobertura do seguro

Vamos supor que algum dos imprevistos surgiram. Como você conseguirá acionar o seu seguro prestamista? Esse é um passo importante que deve ser compreendido muito bem. 

Mesmo que o seu empréstimo com seguro tenha sido feito em uma instituição financeira, a solicitação da cobertura deve ser pedida diretamente à seguradora. Para isso, é só entrar em contato ou ir até o local, apresentando todos os documentos que comprovem o imprevisto e a contratação do seguro. 

Quem pode fazer isso é o próprio segurado ou alguém da família que seja responsável e beneficiário daquele contrato. Mas saiba que a lista de documentação pode variar conforme o caso e instituição, então procure entrar em contato e pedir as informações previamente. Assim você evitará contratempos e conseguirá acionar o seguro mais rápido. 

Portanto, fazer um empréstimo com seguro é um excelente caminho a se seguir quando precisar de um empréstimo. Para continuar conferindo conteúdos que podem ajudar o seu bolso e te ensinar sobre educação financeira, é só clicar aqui e acessar outros artigos do nosso blog.

Canais de
atendimento

Central de cobrança

Regularização de débitos

0800 600 0771

2ª a 6ª feira, das 8h às 20h40 Sábado, das 8h às 14h20

negociacao@portocred.com.br

SAC & Central de relacionamento

Informações, reclamações, cancelamentos, sugestões e elogios

0800 600 0777

2ª a 6ª feira, das 8h às 18h00

sac@portocred.com.br

Ouvidoria

Caso já tenha recorrido aos nossos canais de atendimento e não esteja satisfeito

0800 601 7700

2ª a 6ª feira, das 9h às 16h00

ouvidoria@portocred.com.br

É necessário ter um número de protocolo de atendimento para ser atendido na ouvidoria.

Copyright © 2022
Portocred S/A Crédito, Financiamento e Investimento

CNPJ 01.800.019/0001-85

Endereço: Av. Doutor Nilo Peçanha, 2900, 11º andar, Conjunto 1101, Chácara das Pedras - Porto Alegre, RS. CEP 91330-001

Banco Central do Brasil

Atendimento: 145

Deficiente Auditivo/Fala: 0800 642 2345

www.bcb.gov.br

Procon: 151

Taxas de empréstimo segundo informação disponível no site do Banco Central: Empréstimo pessoal: 5,50% a 24,41% ao mês - Empréstimo Consignado Público: 3,67% a 5,96% ao mês - Empréstimo Consignado Privado: 1,99% a 7,99% ao mês - Financiamento de veículo: 2,69% a 6,04% ao mês.