Drops Portocred

Antecipação Saque-aniversário FGTS

Sem parcelas mensais! O pagamento é feito com seu saldo parado no FGTS.
Saiba mais

Precisa de um fôlego no orçamento doméstico? Saiba neste artigo o que é necessário para conseguir uma aprovação de crédito pessoal de forma rápida e prática.

aprovação crédito

 

Para organizar melhor as finanças pessoais, muitas vezes é necessário solicitar um empréstimo. Mas, durante esse processo surge uma dúvida na cabeça dos consumidores: o que é preciso fazer para ter aprovação de crédito?

Para fugir da burocracia e dos juros altos, é preciso pesquisar bastante antes de escolher o crédito perfeito para você. Neste artigo, vamos saber quais são os critérios de avaliação para uma financeira emprestar dinheiro com parcelas que cabem no seu bolso.

Afinal: no que consiste uma aprovação de crédito

Quando você decide que precisa de um empréstimo, a instituição financeira fará primeiramente uma análise para realizar a aprovação de crédito. 

A empresa solicita os dados pessoais de quem está precisando de crédito, como por exemplo: 

  • número do CPF;
  • nome completo;
  • comprovante de renda.

As empresas que emprestam dinheiro aos clientes precisam ter a certeza de que a pessoa conseguirá pagar o valor que ela está solicitando. Esse é o procedimento padrão de toda financeira antes de conceder crédito a um cliente.

Por isso, é muito importante analisar sua vida financeira e verificar qual é a finalidade do empréstimo

Isso pode demorar de um a cinco dias úteis, dependendo de cada instituição financeira. Nesta análise, é possível verificar algumas informações importantes sobre a vida financeira do cliente no mercado, tais como:

  • se o CPF tem alguma restrição, ou seja, uma inadimplência registrada;
  • se a pessoa é uma boa pagadora de suas contas;
  • como é a relação dela com outras financeiras, se já pediu outros empréstimos;
  • qual é a probabilidade de que ela consiga pagar ou empréstimo (isso é possível saber através do score, falaremos sobre ele mais à frente);
  • histórico de compras no mercado.

Depois que a financeira fez essa análise de crédito e ela foi aprovada, você receberá uma mensagem, seja por e-mail ou telefone, dependendo de onde foi feito o contato com a empresa.

Em seguida, ela irá te mostrar as linhas de crédito disponíveis para a sua necessidade, bem como as formas de pagamento, o valor das parcelas e os juros cobrados no montante final.

Aqui, é muito importante tirar todas as suas dúvidas com a pessoa que está te atendendo, para que você contrate o crédito com mais autonomia, segurança e confiança.

E vamos combinar que o crédito pessoal é um fôlego a mais no seu orçamento doméstico, não é mesmo? Confira então a importância da análise para aprovação de crédito no próximo tópico.

Qual a importância de uma análise de crédito?

Para evitar que as contas atrasem o pagamento e as empresas fiquem cobrando os clientes, é muito importante fazer uma boa análise de crédito antes.

Se nos colocarmos do lado da empresa, saberemos que é preciso receber o dinheiro que emprestamos. Voltando para o lado do consumidor, ele também precisa contratar o crédito com responsabilidade e claro, honrar com o pagamento.

Essa é a finalidade de emprestar crédito para alguém. Ele paga as suas contas com o dinheiro que ele pegou da financeira e depois devolve o valor emprestado.

O que muitas vezes acontece é que o consumidor não tem as informações necessárias para contratar um empréstimo com responsabilidade. É papel das financeiras esclarecer tudo para o consumidor.

Então, basicamente a análise para aprovação de crédito serve para saber se aquele cliente que precisa do dinheiro vai conseguir pagar o valor emprestado.

Quais os documentos necessários para análise de crédito?

Como mencionamos nos tópicos anteriores, as empresas sempre solicitarão uma análise financeira antes da aprovação de crédito em si. Nesse processo, ela pedirá os seguintes documentos:

  • nome completo;
  • CPF e documento de identidade;
  • estado civil e nome do cônjuge, caso tenha;
  • profissão;
  • idade;
  • endereço residencial;
  • onde geralmente a pessoa costuma comprar no mercado;
  • renda mensal.

As instituições financeiras podem solicitar contracheque ou holerite (caso a pessoa trabalhe de carteira assinada) para comprovar a renda do cliente.

Mas, se a pessoa é autônoma ou deseja complementar a análise de crédito com uma renda extra, ela pode apresentar a Declaração de Imposto de Renda, ou o extrato bancário.

Essa movimentação bancária deve ser de pelo menos seis meses e a financeira irá fazer uma média de quanto a pessoa ganha por mês. A parcela do empréstimo deve caber no orçamento doméstico, por isso ela não deve ultrapassar 30% da sua renda mensal.

Além da parcela do empréstimo, a pessoa precisa pagar outras contas, como por exemplo, o aluguel da casa, financiamento de carro, água, luz, internet, alimentação, transporte, a escola dos filhos e outros gastos.

Qual a relação da renda mensal e do score para a aprovação de crédito? 

Agora sim, vamos falar sobre o score. Trata-se de uma pontuação, algo como um termômetro para saber se aquela pessoa é uma boa pagadora ou não. Mas, como é que eles fazem essa análise?

Cada compra realizada pelo consumidor integra um histórico de pagamentos. Portanto, ao realizar o pagamento das contas em dia e sem atrasos, a pontuação aumenta também.

A pontuação do score é de 0 a 1.000 pontos. Quanto maior for o score de uma pessoa, mais crédito ela terá no mercado. Se for abaixo de 300, menos crédito a pessoa conseguirá ter. Veja agora o que aumenta o seu score:

  • pagar as suas contas em dia;
  • histórico de pagamentos em diversas empresas;
  • dados pessoais sempre atualizados;
  • não tem dívidas no seu nome ou já pagou a algum tempo.

Então, quando uma empresa olha o histórico de pagamento daquele indivíduo, ela sabe que ele conseguirá pagar o empréstimo que está solicitando.

Agora que você entendeu o que é o score, qual é a relação dele com a renda mensal? E por que tudo isso influencia na análise de crédito? Porque as empresas irão analisar a pontuação do score de cada pessoa e relacionar o resultado com a sua renda mensal.

Portanto, as duas coisas andam juntas. Até porque quando uma pessoa tem um score alto, a financeira entende que o risco da pessoa não pagar a dívida é muito pequeno. 

Por isso, é muito importante manter a saúde financeira para quando precisar pegar um empréstimo, a aprovação de crédito seja rápida.

Quando se tem um bom score e uma renda mensal considerável, os juros da contratação de empréstimos serão ainda menores e o crédito liberado poderá ser maior

Como aumentar as chances para a aprovação? 

Para aumentar as chances de aprovação de crédito, o consumidor pode solicitar o cadastro positivo.

Ele funciona como um comprovante de que aquela pessoa é uma boa pagadora. No Serasa, SPC ou Boa Vista, que são os órgãos de proteção ao crédito, é possível pedir o cadastro positivo diretamente no site deles.

Desse modo, quando você for solicitar um empréstimo, as empresas analisam a sua vida financeira, mas dão muito mais importância ao cadastro positivo.

Vamos conferir a seguir o que mais pode aumentar as chances de se ter um crédito aprovado em uma financeira:

  • pagando as contas em dia você terá um histórico melhor de crédito;
  • declarando o Imposto de Renda é uma ótima maneira de conseguir comprovar renda caso você seja autônomo;
  • ter uma movimentação mínima bancária, depositando valores de recebimentos de clientes semanalmente;
  • mesmo que aconteça um imprevisto e algumas dívidas surgirem, basta se organizar para que elas sejam pagas e o score aumente no futuro;
  • caso você tenha dois carros em seu nome, ou mesmo um imóvel disponível, poderá usar esses bens para garantir um empréstimo. Isso não só diminui os juros cobrados, como também te dará uma margem de crédito maior por garantia.

Os imprevistos financeiros podem acontecer em qualquer família. Mas, seguindo esses passos que mencionamos aqui, você terá um ótimo score, uma boa reputação no mercado e conseguirá um empréstimo para realizar os seus sonhos.

Convidamos você a fazer uma simulação para aprovação de empréstimo de graça na Portocred! Basta preencher os seus dados, a quantia que você deseja pegar emprestado, a quantidade de parcelas e o valor a ser pago por mês.

Essa simulação te dará uma ideia de quanto vai ficar as parcelas a serem contratadas em um empréstimo na Portocred. É rápido, fácil e sem burocracia. Faça a simulação direto no seu celular, tablet ou computador. Clique aqui para começar

Canais de
atendimento

Central de cobrança

Regularização de débitos

0800 600 0771

2ª a 6ª feira, das 8h às 20h40 Sábado, das 8h às 14h20

negociacao@portocred.com.br

SAC & Central de relacionamento

Informações, reclamações, cancelamentos, sugestões e elogios

0800 600 0777

2ª a 6ª feira, das 8h às 18h00

sac@portocred.com.br

Ouvidoria

Caso já tenha recorrido aos nossos canais de atendimento e não esteja satisfeito

0800 601 7700

2ª a 6ª feira, das 9h às 16h00

ouvidoria@portocred.com.br

É necessário ter um número de protocolo de atendimento para ser atendido na ouvidoria.

Copyright © 2022
Portocred S/A Crédito, Financiamento e Investimento

CNPJ 01.800.019/0001-85

Endereço: Av. Doutor Nilo Peçanha, 2900, 11º andar, Conjunto 1101, Chácara das Pedras - Porto Alegre, RS. CEP 91330-001

Banco Central do Brasil

Atendimento: 145

Deficiente Auditivo/Fala: 0800 642 2345

www.bcb.gov.br

Procon: 151

Taxas de empréstimo segundo informação disponível no site do Banco Central: Empréstimo pessoal: 5,50% a 24,41% ao mês - Empréstimo Consignado Público: 3,67% a 5,96% ao mês - Empréstimo Consignado Privado: 1,99% a 7,99% ao mês - Financiamento de veículo: 2,69% a 6,04% ao mês.